LIVRO

 

Centenário: Contribuição da Imigração Japonesa para o Brasil Moderno e Multicultural

 
Lançamento: 24/março de 2011, às 19h30. 
 
Lançamento, sucesso total!!!
Veja: fotos na galeria
 
Local: Instituto Tomie Ohtake - Rua dos Coropés, 88 - Pinheiros - S. Paulo
 
 
                  
                            
                         Dados 
Co-edição: Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e Social e Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil
Revisão: Daniel Prata
Capa: Tomie Ohtake
Projeto Gráfico, Impressão e Edição: Paulo’s Comunicação e Artes Gráficas Ltda.
488 pg.
 
 
Comissão Editorial
Presidente    KazuoWatanabe
Membros      Sedi Hirano,
                    Shozo Motoyama,
                    Celia Sakurai,
                    Jorge J.Okubaro, 
                    Reimei Yoshioka,
                    Isidoro Yamanaka
Secretário    Roberto Yoshiriro Nishio
Sub-secretária   Lídia Keiko Ogassawara Shimizu
 
- - - - - - - -
 
(O texto abaixo foi copiado das páginas 5 a 7 do livro)
 
Apresentação
 
Kazuo Watanabe *
Comissão Editorial
 
    Este livro é fruto do dedicado trabalho de uma equipe de pessoas das mais variadas formações profissionais, mas com um ponto comum de coesão: a valorização da herança cultural deixada pelos imigrantes japoneses, que se radicaram no Brasil a partir de 1908.
 
    O ano de 2008 foi o do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. Centenas de eventos foram programados e realizados, tanto no Brasil como no Japão.
   
    Em razão da migração ao Japão de trabalhadores brasileiros, conhecida como movimento dekassegui, que começa a perder a nota de temporariedade assumindo as características de imigração, apresentando uma fixação de brasileiros mais duradoura e em número cada vez maior naquele país, os líderes da comunidade brasileira no Japão, com o apoio das autoridades das duas nações, resolveram comemorar, concomitntemente com o Centenário aludido, os 20 anos da imigração brasileira no Japão.
 
    O que a equipe mencionada procurou analisar são, fundamentalmente, os fatos, contribuições e perspectivas futuras relacionadas à imigração japonesa no Brasil, embora um grupo de trabalho tenha se dedicado, especificamente, ao estudo do movimento dekassegui, analisando seus aspectos positivos e negativos e sua importância na relação Brasil-Japão.
 
    As razões para a formação dessa equipe de estudos pelo Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e Social e pela Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil, ficaram assim expostas na apresentação do Simpósio de Avaliação do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil, (http://www.etiquetajaponesa.com.br/conteudo.asp?id=33) realizado em São Paulo nos dias 26 e 27 de outubro de 2009, no auditório do Espaço Cultural Fundação Japão:
 
    "Ao término das festividades de comemoração do centenário da imigração japonesa no Brasil, que tiveram o ponto alto no ano de 2008, com a visita do Príncipe Herdeiro Naruhito, do Japão, muitas pessoas ficaram com a sensação de que estaria faltando alguma coisa. Tivemos inúmeros eventos das mais variadas espécies, todos realizados com grande êxito, altuns deles com repercussão internacional, mas a real importância desse marco histórico, tanto em relação ao Brasil quanto ao Japão, à sociedade brasileira, aos imigrantes japoneses e seus descendentes e aos brasileiros em geral, ficou carecendo de uma avaliação maia aprofundada. Uma das notas marcantes da comemoração do Centenário foi a manifestação de grande simpatia e de avaliação positiva da sociedade brasileira em relação aos imigrantes japoneses e seus descendentes, que foi exteriorizada em atos oficiais e privados; na extensa cobertura da mídia brasileira, inclusive pelos mais importantes veículos de comunicação; e várias outras formas de expressão de juízo de valor. Mas quais seriam as causas de tudo isso? Seriam as contribuições efetivamente positivas dos imigrantes japoneses e seus descendentes à sociedade brasileira? Caso positivo, quais seriam essas contribuições? Continuariam elas a existir após o Centenário?
 
    Foram, basicamente, essas dúvidas e inquietações que determinaram a realização deste "Simpósio de Avaliação do Centenário da Imigração Japonesa". Com a participação de profissionais de diversas áreas, pesquisadores, especialistas, professores universitários e estudiosos de temas ligados à imigração, o Simpósio propõe-se a discutir e a dar respostas à inquietações apontadas".
 
    A equipe foi dividida em oito (8) grupos temáticos, assim distribuídos:
 
1) Centenário e Mídia
Coordenado pelo jornalista JORGE J. OKUBARO, editorialista do jornal O Estado de S. Paulo
 
2) O Espírito Coletivo dos Imigrantes Japoneses, Organizações Sociais da Comunidade Nipo-brasileira e seu Futuro
Coordenado pela Profa. CÉLIA SAKURAI, doutora pela UNICAMP, historiadora e antropóloga;
 
3) Contribuições dos Imigrantes Japoneses e seus Descendentes nas Áreas de Esporte e Entretenimento
Coordenado pelo Dr. II-SEI WATABANABE, professor titular do Departamento de Anatomia Humana do instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo, e pelo Dr. REIMEI YOSHIOKA, mestre e doutor em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo;
 
4) Contribuições dos Imigrantes Japoneses e seus Descendentes nas diversas Áreas de Conhecimento
Coordenado pelo Dr. SEDI HIRANO, professor titular do Departamento de Sociologia da USP, ex-diretor da Faculdade de Filosofia, Literatura e Ciências Humanas da USP e ex-Pró-Reitor de Cultura e Extensão Universitária da USP;
 
5) Contribuições dos Imigrantes Japoneses e seus Descendentes na Agricultura e outros Segmentos Econômicos
Coordenado pelo Dr. ISIDORO YAMANAKA, engenheiro agrônomo, ex-assessor especial dos ministros de estado da Agricultura e da Fazenda no período de 1975 a 2008, e pelo Dr. MINORU SAKATE, professor titular de Farmacologia da UNESP/Botucatu;
 
6) Dekasseguis e a Relação Brasil-Japão: Aspectos Positivos e Negativos
Coordenado pelo Dr. DÉCIO ISSAMU NAKAGAWA, médico psiquiatra e presidente da Comissão Dekassegui da Sociedade Brasileira de Cultura e de Assistência Social, e pela Profa. KIYOKO YANAGIDA NAKAGAWA, mestre e doutora pela PUC/SP, psicóloga e coordenadora do Projeto Kaeru;
 
7) Contribuição dos Imigrantes Japoneses nas Áreas de Alimentação e de Culinária
Coordenado pelo Prof. KOICHI MORI, antropólogo e professor da USP, pesquisador de Culinária Japonesa no Brasil, e pela Profa. LUMI TOYODA, economista, pesquisadora de Gastronomia Japonesa e especialista em Etiqueta Social e Empresarial Japonesa;
 
8) Futuro da Cultura Japonesa no Brasil
Coordenado pelo Dr. SHOZO MOTOYAMA, professor titular da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciência Humanas da USP e Presidente do Centro de Estudos Nipo-Brasileiros.
 
    Cada Grupo Temático iniciou os trabamos meses antes do Simpósio, promovendo estudos, pesquisas de campo, além de reuniões e discussões com especialistas pessoas interessadas no tema. O resultado desses estudos prévios, consubstanciado num Relatório, foi objeto de discussão nos dias 26 e 27 de outubro de 2009 pelas pessoas especialmente convidadas para compor o Painel de Debatedores - e também pelo público presente ao encontro.
 
    Concluído o Simpósio, os coordenadores dos Grupos elaboraram o texto final de seu capítulo, completando o relatório apresentado ao Simpósio com os debates ocorridos e com as contribuições especiais de especialistas em relação a alguns pontos específicos de seu tema.
 
    Tivemos a honra de contar com as colaborações especiais do Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário do Japão no Brasil, Sr. KEN SHIMANOUCHI (Rememorando o Centenário da Imigração Japonesa no Brasil), e do Cônsul Geral do Japão em São Paulo, Sr. KAZUAKI OBE (Rumo ao Novo Centenário).
 
É realmente espantosa a riqueza das reflexões coletivas promovidas pelos Grupos de Estudos, com a colaboração dos debatedores e da plateia presente no Simpósio. As cibckysçies de cada Grupo estão indicadas, em sua maioria, em tópico destacado de cada capítulo ou estão contidas no texto principal elaborado pelo(s) coordenador(es). Possivelmente, não são as únicas conclusões possíveis de cada tema estudado, mas constituem-se, sem dúvida alguma, nas mais importantes.
 
    As contribuições da imigração japonesa em seus primeiros 100 anos de presença no Brasil certamente não limitaram-se aos aspectos contidos neste livro. Já na apresentação do Simpósio isso ficou bem ressaltado. Só para exemplificar, há uma vasta area de artes em geral (literatura, cerâmica, escultura, pintura, ikebana, oshibana, origami, etc.); cerimônia do chá. saúde. rligião. e várias outras contribuições que não foram abordadas. Porém, isto se deveu à certeza de que num só evento não seria possível cuidar da totalidade das contribuições dos imigrantes japoneses e seus descendentes. Mas temos a certeza de que os aspectos discutidos pelos Grupos Temáticos foram suficientes, ao menos, para responder adequadamente às dúvidas e inquietações mencinadas no início desta apresentação.
 
A Comissão Editorial deste livro está cuidando também do livro História de Cem Anos de Imigração Japonesa no Brasil, versão em língua portuguesa, e pretende dedicar um dos volumes dessa obra ao estudo dessas outras contribuições dos imigrantes japoneses no Brasil. Cabe deixar registrado que recebemos um trabalho sobre pintores nikkeis, de Leila Kiyomura e Juliana Kiyomura Moreno, e também sobre ikebana, de Emília Tanaka, mas por razões técnicas e de pertinência temática julgamos mais conveniente sua inclusão no volume a ser publicado sobre arte, literatura e outras manifestações culturais.
 
    As palavras derradeiras são de agradecimento a todos que contribuíram para a viabilização deste livro, em especial ao Ministério da Cultura - MinC, aos ilustres deputados federais Willian Woo, autor da emenda aprlamentar que possibilitou a edição deste livro, e Walter Ihoshi, pelo apoio de ambos para a comemoração do Centenário da Imigração Japonesa, para aos membros dos Grupos Tematicos, aos especialistas que enviaram colaboração especial, aos patrocinadores do Simpósio e aos vários colaboradores anônimos.
 
* Kazuo Watanabe é advogado e desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e Professor-Doutor aposentado da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. É presidente do Instituto Brasil-Japão de Direito Comparado e vice-presidente do Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e social.
 
Lumi Toyoda, Dr. Kazuo Watanabe, presidente e Dr. Roberto Nishio, secretário da Comissão Editorial
 
 
<><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><>
 
Galeria de fotos
 
 
Primeira fase: o simpósio
 
Avaliação do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil
 
 
2010.10.21 - Reunião de trabalho na USP
 
 
 
 
 
 
2010.10.23 - Reunião de trabalho Shin Koike, Carlos Ribeiro e Lumi Toyoda
no Restaurante Na cozinha, rua Haddock Lobo
 
 
 
 
Segunda fase: o livro
 
Centenário: Contribuição da Imigração Japonesa para o
Brasil Moderno e Multicultural
 
 
2010.12.28 - Enfim, o livro pronto - reunião de confraternização no
Restaurante Taizan, rua Galvão Bueno
Otsukaresama deshita!
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
        Anote em sua agenda: o lançamento do livro será no
            Dia 24 de março de 2011, quinta-feira, às 19h30
            Local - Instituto Tomie Ohtake, Pinheiros
 
                                    Aguardamos todos vocês!
 
                                           
 Galeria de fotos do lançamento
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Everything is very open with a really clear clarification of the issues. It was really informative. Your site is extremely helpful. Thank you for sharing!

Desenvolvimento Site Fácil Brasil com Tecnologia - Site Fácil Brasil